Zona de carga/Loading zone
 
 
current issue  
número actual  
número actual  
 

quem somos

about us

sobre nosotros
 
numero actual
current issue
numero actual
 
arquivo
archive
archivo
 
colaboracoes
submissions
colaboraciones
 
conselho editorial
editorial board
comite editorial
 
     
 

ARTICULANDO O IMPOSSÍVEL

 

O que significa fazer arte em tempos de ruptura ou como ruptura? Como a ruptura é criada? O que surge a partir da ruptura? Um a reflexão sobre o impossível pode implicar numa quebra do que foi previamente estabelecido, a continuidade. Por este motivo, o fato de repensar os discursos literários, a diversidade linguística e as outras formas de representação artística que foram
descartados ou marginalizados é um ato que rompe os discursos hegemônicos e oferece a oportunidade de inscrever perspectivas dissidentes. Devido a sua qualidade dinâmica, a ruptura - como conceito - oscila entre diversas dialéticas: questiona e reafirma, desvincula discursos e estabelece o diálogo, destrói e engendra. Linguisticamente, o conceito de ruptura pode ser abordado diacronicamente, ao estudar vários pontos dentro da história, assim como sincronicamente, ao estudar o presente, para examinar os efeitos que esta ruptura tem causado na língua. Desde uma perspectiva funcional, a ruptura aponta para uma prática que é, sobretudo, dissidente.



 

Ver o número actual on-line

 

 

Ou fazer download (formato .pdf)

No. 9. Primavera 2018 (715 KB)

 

Herencia

 

 

Capa feita por Ruth Llana.

 

 

Para participar na próxima edição, por favor consulte o guia para colaboradores.